quarta-feira, 9 de abril de 2008

MINHA BÍBLIA POR UM STREET FIGHTER

Mesma roupa, personagens e gráficos reformulados: mistura
entre realismo e animê na nova/velha aposta da Capcom

"Shoryuken!", "Hadouken!" – esse era o grito que ecoava dos fundos das máquinas de fliperama, onde jogadores nervosos apostavam suas fichas em batalhas sanguinárias. Para quem viveu a adolescência na década de 90 é impossível não saber que estou falando de um dos jogos de luta mais aclamados do gênero: Street Fighter. Para comemorar os vinte anos da série, a Capcom, empresa que criou e comercializou o game, lança sua nova versão: Street Fighter IV.

A idéia é agradar os saudosos fãs e agregar novos jogadores. E não duvido de que muito marmanjo deverá se esquecer da família para “matar a saudade”, visitando países para desafiar campeões locais nas diversas telas do Street Fighter.

Não estou me baseando em nenhuma pesquisa, mas penso que um dos maiores públicos de jogos eletrônicos sejam jovens adultos do sexo masculino. Ainda mais no caso de jogos de luta ou que envolvam cumprimento de missões (sangrentas). Afinal, jogar é pura adrenalina!

Mas seria correto gastar de tempo precioso e sagrado, abdicando, muitas vezes, de responsabilidades ou roubando o tempo da família, para se entreter com um jogo (qualquer deles), cujom prazer esteja em matar um inimigo? Que espécie de valores se absorve deste tipo de passa-tempo?

“É somente um jogo”, argumentariam alguns. Entretanto, somos advertidos, como cristãos, a ocupar nossos pensamentos com aquilo que é “verdadeiro”, “nobre”, “correto”, “puro”, “amável”, “de boa fama”, que tenha “algo de excelente” e seja “digno de louvor” (Filipenses 4:8). A “homarada” de plantão me ajude aí: será que o street se encaixa nos padrões do apóstolo Paulo?
Yoshi Ono, responsável pela reinvenção da série, baseou-se na segunda versão do Street, num processo que ele descreveu dizendo se “‘[…]como ler a Bíblia: ao jogar SFII [Street Fighter II] consigo ter a motivação de fazer o novo título agradar a todo mundo’.”
[1] Será que muitos também não estão se devotando às diversões eletrônicas de tal maneira que estejam roubando o tempo dedicado à Bíblia ou à prática de atividades mais sadias?

Leia Também "GTA volta para detonar (com a moral)


[1] Maurício Cadarn, “Street Fighter IV”, publicado em “Dicas e truques para Playstation”, ed. Europa, nº 111, Ano 10, Abril 2008, seção preview, p. 26.

29 comentários:

Gui disse...

oi professor, esse texto é muito interessante, uma vez eu joguei na casa de um amigo esse jogo e não gostei muito, sai muito sangue, temos que atacar o nosso próprio companheiro (nem sempre)!
por isso eu acho que vou enviar esse texto (por e-mail) para meus amigos que são "viciados", para ver se eles melhoram.
valeu...
xau
gui simas 7º ano B

Anônimo disse...

oi,aos olhos de ums este vidio game é divertido mais aos meus nao passa de um jogo que só encina violensia,por mim nao esistia jogos de luta no mundo,
apenas de corrida.

lucas gonçalves 7ª B

Anônimo disse...

gostei desse texto...
pois ele fala sobre o tempo que os jovem leva jogando enquanto deve fazer outra coisas ,saudaveis...
com esse texto eu acrendi que nen tudo nessa vida devemos jogar fora..
temos q aproveita bem a nossa vida mais nao com os jogos..
mais sim com coisa que vao me fazer sucesso no dia-dia
de:bianca toledo
7 ano

Roberto disse...

Tem certeza que sabe do que está falando?
Que eu me lembre, sanguinário era o Mortal Kombat e não o Street Fighter(só se isso mudar nessa nova versão).
E sobre o jogo ocupar o tempo, acho que se deve dar prioridade ao que é prioritário, mas jogar de vez em quando é lazer e bom também.

Anônimo disse...

Bom profesor Publica meu primeiro comemtario xD By Deley. Bom fiz hoji na escola agr deu pra min entra em casa mas na escola nen li os comemtarios da galera agr q parei pra ler eu vo escrever outro xD Bom minha r: >>> Se o cara curti joga mas saiba oq vc esta fazendo xD Seja de qualker maneira curta sua vida nessa idade pq ela é mt boa Bye bye galera até Nex xD By Deley

Helio disse...

Gostei muito deste texto,ele explica bem a realidade os jovens dedicam mais o seu tempo com estes jogos de violência ao invez de dedicar o seu tempo com a familia.



Guilherme Muller.7ºB

Anônimo disse...

Oi professor, eu adorei o texto porque fala sobre as pessoas que perdem seu tempo jogando esse jogo que na minha opinião não é um jogo legal, e sim um vício orrivel , e que as pessoas que jogam esses jogos de luta não estão somente perdendo seu tempo mais também aprendendo coisas muito ruins.

Anna Letícia 7º ano B

Anônimo disse...

gostei do texto e não gostei do jogo e não gosto de jogos de luta meu irmão tem esse jogo enão é nada legal mas também tão trocando isso por Deus e isso é muito trizti.
Giordana

Anônimo disse...

Ola professor:
E verdade muitas pessoas gastam seu tempo com jogos de luta. mortal konbat,def jam fighter for ny.Jogos que eu tenho mais nao sou que nem sertas pessoas que jegam a sair do pais so para jogar um jogo de luta que tem prasser de matar seus amigos
Aluno:Felipe de Macedo
Serie:7 ano b

Anônimo disse...

Professor!

Texto muito interessante,pois hoje em dia as pessoas(jovens,adolecentes e crianças) desperdiçam seu tao precioso tempo jogando esses jogos violentos,e que nao ensinam nada que va contribuir para seu crecimento mental,fisico e principalmente:ESPIRITUAL,DEUS espera de nos um carater puro e limpo de toda a corrupçao que esse mundo nos oferece;devemos ter o pensamento fixo em DEUS,assim jamais iremos errar.


HeItHoR VeIgA 7 ano B

Anônimo disse...

Oi professor,eu li o texto e vi que a violência é um fenômeno do "street figher" e a paz pertence a Bíiblia e aos que acreditam em Deus. Também vi que o jogo é coisa de quem não gosta de passar o tempo com sua própria familia,porque prefere ir ao Fliperama jogar "street figher".
Com carinho
Rafael 6a B

Anônimo disse...

Eu entendi que não se deve lutar contra os INIMIGOS, porquê não dá exemplos BONS, e também não se deve lutar nem com aqueles que te fazem mal, foi isso que eu entendi


Monick Weber 7° B

Anônimo disse...

Soube que o street fighter é um jogo antigo que faz todos quererem jogar, ainda mais agora com a nova versão do jogo mais sangrenta e também com o gráfico novo. Mas porque desperdiçar nosso tempo jogando um jogo cuja a graça é matar o outro. Será que esse jogo se encaixa na ordem de Deus de não se envolver em tudo o que tenha violência.

Arnoldo Moraes Neto 7ªB

bibi disse...

gostei esse texto foi muito bom para mim ele emssina que nos não devemos jogar jogo de luta por que faz mal a nossa aprendizagem.E ele nos escina a lutar e isso que sei......................


beijosssssssssssssssssssssssssssssssssssss.....................................

Anônimo disse...

gostei desse texto...
pois ele fala sobre o tempo que os jovem leva jogando enquanto deve fazer outra coisas ,saudaveis...
com esse texto eu acrenditei que nen tudo nessa vida devemos jogar fora..
temos que aproveita bem a nossa vida mais nao com os jogos..
mais sim com coisa que vao me fazer sucesso no dia-dia

Elvis s2

Anônimo disse...

oi professor acho esse texto muito intersante pois ensina q nao devemos jogar pois jogos de luta e muito ruim pq ensina coisas ruim para nossa vida como violencia e etc ....
fernada c. gaya 7 ano b

Anônimo disse...

Realmente é um absurdo isso. A pessoa que criou esse jogo nao pensou certamente nos filhos dele, nem em sua fanilia. pois é um ensentivo inutil. Pior ainda sao os inuteis que jogam e que passam a maior parte de seu tempo se ocupando com algo que so vai prejudica-lo cada vez mais. Quanta coisa poderiam fazer nesse tempo que muitas vezes ficam horas e horas na frente de um game. Quandos capitulos da Biblia deixa de ler, quanto conhecimento que poderia estar adquirindo, quanta coisa boa e ultil poderia estar fazendo. Isso é um absurdo.

RICHARD METZLER 7º ano B

Anônimo disse...

OI professor, achei bem interessante o assunto. pois existem milhares de pessoas que gastam seu tempo com esses tipos de jogos. ao em vez de ajudar, so atrapalha mais ainda o desenvolvimento da mente. Imagina gostar de um jogo onde o principal objetivo e matar o proximo. Jesus deve ficar muito triste vendo esse tipo de coisa.
o tempo que eles gatam jogando, poderiam estarlendo a biblia, jogando jogos de sabedoria, nao de luta. Acho muito errado isso.

Andre 7º ano B

Anônimo disse...

Oi professor, gostei mais ou menos do texto porque ele tem muita violencia, e hoje em dia os garotos so pessam nisso em jogar jogos de luta.Mais Deus nao quer so isso,ele quer paz,amor e outras coisas, mais ainda tem aqueles viciados nesses jogos. Mais Deus sempre colocara coisas boas nos nossos corações.

BjOoO

Bruna Lima 7º ano B.

Jorge disse...

Bom... Street Fighter é um dos jogos de luta mais ocnhecidos no mundo todo !
O jogo é legal, mais ainda prefiro estar na rua jogando bola ou fazendo qualquer outra coisa .
Mais o texto é muito interessante.
Abraço ai .. Melhoras !! :P

Anônimo disse...

Eu jogo no computador,mas não jogo esses jogos sanguinários nunca gostei de street fighit 1 ou 2 ou 3 ou 4 qualquer que seja é muito chato matar seu companheiro,principalmente nesses jogos ai de luta

Osnildo
7ºano B

Anônimo disse...

Francine da Câmara

Professor:
- Quanto ao tempo penso que é o mais difícil de administrar em minha vida, mas, tenho que colocar sempre Deus em primeiro lugar para que Ele organize o meu tempo.
- Quanto ao jogo, penso que se "ele" nada acrescenta (valores) no meu conhecimento e crescimento, seja com Deus ou no meu dia a dia, não tenho que dedicar tempo algum.
- Penso que é Melhor dedicar meu tempo em jogos que me fazem bem a saúde, me ajudam ter um corpo saudável e como resultado posso houvir melhor as instruções de Deus para fazer as melhores escolhas para minha vida.

Anônimo disse...

Oi professor,esse texto e muito emteresante.Eu nunca joguei esse jogo, mas pelas fotos ja da pra ver que e muito violento e sai muito sangue, por isso minha mae nao me deicha jogar.xau. anderson de souza 7B

Anônimo disse...

Esse texto foi uma seleção muito interessante e realista, pois fala de pessoas que gostam de ficar jogando e são completamente viciadas, capazes de irem a lugares distantes só por causo de um jogo. Mas acho que a melhor maneira de utilizar o tempo é estudando a lendo a palavra de Deus.
Vanessa Oliveira da Silva. 7 B

Anônimo disse...

O texto está certissimo, ele conta a realidade, os jovens dedicam mais seu tempo com jogos ao invés de se divertir com a familia, e como ja aconteceu muitas vezez comigo de eu num ter ido passear com meus pais e minha irma, ja perdi muita coisa de divertido.

Bruno F. Schroder
7 ano B

Anônimo disse...

É verdade professor Douglas hoje em dia as pessoas não dão tempo para as coisas de DEUS elas estão mais preocupadas com as coisas que podem fazer depois , e estão nem ai com as coisas de DEUS elas nem sequer estão ligando para as coisa de DEUS,coisas que são importantes. Marcel H. Simas 7 b

Anônimo disse...

O strit faiter não é um bom jogo para ninguém não é certa joga-lo , e muita gente não lê a bíblia para jogar strit faiter . welinton 7 b

Anônimo disse...

Bom Primeiramente STREET FIGHTER não e um jogo tao violento como Mortal Combat. apenas pontas pés e socos, assim como Naruto.

Segundo: não Sanguinário, como Mortal Combat em que o jogador arranca a medula óssea do adversário (Ultima versão do Mortal Combat9 XBOX360/PS3)
e também porque tem a figura do diabo no jogo (Mortal Combat).
faça uma matéria sobre Mortal Combat que você terá mais razão no que diz.
E O Tempo e o jogador em que se decide se ele não quer ler a bíblia a escolha e dele, não nos interferimos na vida do outro
e só porque o Produtor do jogo não le a bíblia não quer dizer nada a respeito.

Vinicius

douglas reis disse...

Vinicius,

Em nenhum momento eu comparei street fighter com mortal kombat. Você está equivocado!

Dizer que o jogo não é violento é outro erro que você comete; como um jogo sobre luta não poderia ser violento?

Outra coisa: controlar tempo no jogo é coisa que a maioria dos usuários não consegue fazer.