terça-feira, 4 de agosto de 2009

JESUS: EMBLEMA SEM CONTEÚDO


"Cheguei ao ponto em que, ouvindo a palavra Jesus – que para mim se reveste de tanto significado por causa da Pessoa do Jesus histórico e Sua obra – fico a escutar cuidadosamente, porque, digo-o com tristeza, receio mais este vocábulo do que quase qualquer outro no mundo atual. O termo é usado hoje como emblema sem conteúdo a que se convida nossa geração a seguir. Mas se não lhe empresta sentido racional, bíblico, através do qual se possa testá-lo e, dessa forma, a palavra está sendo empregada para ensinar exatamente o oposto daquilo que Jesus ensinou […]

Atingimos, pois, a deplorável situação em que o termo ‘Jesus’ se converteu num inimigo da Pessoa e do ensino de Cristo. Devemos temer este emblema sem conteúdo, que é a palavra ‘Jesus’, não porque não O amemos, mas exatamente porque O amamos. […]”

Francis Schaeffer, A Morte da Razão (São Paulo, SP: Aliança Bíblica Universitária do Brasil; São José dos Campos, SP: Editora Fiel da Missão Evangélica Literária, 1989), 5ª ed., p. 77. A atualidade do pensamento só comprova ter sido ele um gigante do pensamento cristão no séc. XX.

16 comentários:

Anônimo disse...

As pessoas sem conhecê-lo, sem saber quem é a pessoa de Jesus Cristo e sua história distorcem o significado de Jesus. Nós que conhecemos Jesus Cristo e seus ensinamentos devemos levar a sua palavra a quem não conhece através de gestos concretos.

Bruna- 2 ano B

Germano - 2° Ano B disse...

Verdade, hoje em dia nos ensinam a palavra mas o problema é que sem fé é difícil atribuir a palavra com algo grandioso por não vermos e isso é o grande problema que a igreja anda tendo ultimamente, quando utilizamos pessoas próximas isso se torna mais fácil de compreender, por exemplo:
Quando alguém xinga nosso "pai" ou nossa "mãe" o nosso estinto é de rebater ou algo do gênero pois amamos aquela pessoa, mas quando ouvimos alguém criticar a palavra "Jesus" muitos percebem mas ficam quietos por não ter um significado tão grande para sí.

Anônimo disse...

Nós seres humanos duvidamos até de nós mesmos, não há espanto algum não confiarmos no que não vemos. A crença em Jesus e em seus ensinamentos está na fé e na confiança na palavra de Deus. Nossa missão é confiar em Deus de olhos fechados, entregar á Ele nossa vida, e levar a sua palavra as pessoas que por algum motivo, deixaram de crer Nele ou simplesmente ignoraram sua existencia!

Samantha - 2°ano B

Anônimo disse...

Para a maioria dos seres humanos quando se trata de tudo que se diz respeito a JESUS ou a sua PALAVRA, pouco levam adiante ou passam a sua mensagem, vimos muito isso em nossos próprios e-mails, quando
IVANA BECKER - 2º. Ano
recebemos uma piada, uma charge engraçada passamos a diante, mas quando é um texto ou uma mensagem relacionado a JESUS CRISTO, a maioria das vezes ignoramos ou não passamos para nossos contatos.
Porque se nós não crermos primeiramente em JESUS, como poderemos passar sua mensagem ou até mesmo falrmos de sua Pessoa que é tão extraordinária.

Anônimo disse...

O texto fala da banalização da palavra Jesus, pelo que entendi
as pessoas usam "Jesus" pra tudo, pra expressar um monte de coisas
que não têm nada a ver com os ensinamentos dele, elas simplesmente nem se dão conta de que desvirtuam o que ele ensinou.
Acabam tirando o significado da palavra Jesus, quando abusam do uso dela.
Vira só mais uma palavra usada o tempo todo sendo que Jesus é filho de Deus, e na Bíblia, Não dizer o nome de Deus em vão, faz parte dos Dez Mandamentos.
Dizer "Ai Jesus" ou "Meu Deus" virou hábito, as pessoas falam sem pensar e nem refletem mais o que estão falando, fazendo a gravidade disso!



Gabriella Helena - 2ºB

Anônimo disse...

Nos tempos de hoje, em que a ciência comprovou inúmeras teorias, explorou e revolucionou áreas jamais conhecidas, o ser humano tem se questionado e consequentemente duvidado de suas próprias crenças, pois, tornou-se complicado acreditar em em algo que não se pode ver e nem tocar. Para muitos, inclusive aos que dizem ser crentes, o nome Jesus é apenas um emblema sem conteúdo. É necessário para os seres humanos acreditarem em algo, mesmo que seja no NADA. O segredo é simplesmente ter fé e confiar.

Luize 2º B

Anônimo disse...

E qual a diferença de se crer em NADA e não Crer?

Anônimo disse...

Deus é base de nossa existência, a confiança nele nos torna pessoas mais seguras. Ele está sempre disposto a nos ajudar e nos amparar nos momentos de aflição, é porto seguro e amigo fiel. Mas mesmo diante disto e de todas as promessas que Ele nos fez, infelizmente ainda há quem não crê na Sua existência! Por isso devemos ser o exemplo para os outros e mostrar como Deus é generoso conosco!

Aline Dionizio - 2º B

Anônimo disse...

Antes de pronunciar o nome de Jesus, todos nós como cristãos, que O respeitamos, deveríamos ter mais cuidado antes de falar Seu nome, pois, Ele É O Nosso Pai e de vemos a vida À Ele! Se acreditamos Nele, temos de acreditar na força do Seu nome, do poder que Seu nome tem, ou deveria ter...

Jefferson 2º B

jessica disse...

Hoje em dia, estamos sujeitos a ver e ouvir de tudo, nos sentimos cercados de crenças tão distintas, que muitas vezes nos fazem parar para pensar no que realmente acreditamos, e se nossa crença faz realmente diferença em nossas vidas. É muito comum observarmos pessoas que afirmam acreditar em Deus e aceitar a salvação por meio de Jesus, pregam ao outros o que acreditam ser o correto, mas que na realidade, não introduzem tais conceitos e ensinamentos em suas própias vidas e muitas vezes acabam julgando o próximo, sem perceber que na realidade cometem os mesmos erros. Falar de Jesus de uma forma sensata hoje, pode causar diferentes reações,até porque muitos afirmam ser impossível acreditar em algo que não podemos literalmente ver. Mas talvez, apenas não O enxergam, aqueles que não abrem os olhos para ver a imensidão de sentimentos que podemos vir a conhecer, simplesmente ajudando o próximo. Isto nada mais é, do que algo ensinado por Jesus, que amou a humanidade, mesmo sabendo que esta, viria um dia a tranformar o seu nome em algo sem valor, esquecido ou até mesmo ignorado!

Jéssica Karine - 2° B

Anônimo disse...

A palavra 'Jesus' está sendo muito banalizada nos dias de hoje. O nome de Jesus está mais do que nunca na boca das pessoas, mas não está no coração! Elas falam de alguém que não conhecem, de alguém com quem nunca tiveram uma real experiência. Devemos buscar uma intimidade maior com Jesus para podermos conhecê-lo melhor.

Rafaela 2° B

Anônimo disse...

Concordo com o texto quando ele diz que o nome Jesus não tem ganhado o valor que realmente têm, como o texto mesmo diz pelas suas obras e pelo seu poder esse nome vale muito mais do que possamos imagina.
Muitos hipócritas se deizem como pessoas que seguem a Jesus,porém não tem atitudes de Cristãos,e o nome de Jesus é banalizado dessa forma.
Êvelyn 2ano B

Anônimo disse...

Em nossos dias, é fácil perceber como o nome "Jesus" é nomeado com frequencia e em vão pelas pessoas, sem ao menos pensar no significado e o que foi essa pessoa. O nome é tão utilizado que virou até expressão ou pior ainda, uma gíria.
O certo seria respeitar e entender quem foi essa pessoa extraordinária que mudou a vida de todos nós, se as pessoas parassem pra pensar na importancia de tudo isso, e se elas amassem de verdade a Jesus, não iriam utilizar o nome dele em coisas banais e antiquadas. Devemos avaliar nossos conceitos sobre o que falamos.

Isabella Morikawa.

Anônimo disse...

Infelizmente há pessoas que usam o nome de Jesus em vão, fazendo com que sua vinda aqui na terra não fosse nada de mais, o que não é verdade. E o pior mesmo é que já virou hábito. Jesus é nosso companheiro e amigo, então não podemos nos esquecer que "...Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna." (João 3:16).

Renan - 2° ano B

evy disse...

Muitas pessoas não acreditam em Deus, acreditam que vieram do nada e ainda zombam da palavra de Deus. Eu acho que se cada um parasse pra pensar o quão perfeito o ser humano é, iriam acreditar que alguém os criou, e que se estamos aqui é por algum propósito e que tem alguém cuidando de nós.

Evelee C. Patrício 2° B.

Juliana - 2ºB disse...

Os nomes divinos têm sido usados indevidamente por grande parcela da população. Como consequência, o Ser Supremo, merecedor de todo respeito, é tratado como ser comum, já que Seu nome é tão repetido impropriamente. A falta de fé também é percebida como resultado do tratamento simplório dado a Deus. Mais honra e temor - como forma de respeito - devem ser dados ao Criador de todas as coias.